Na semana passada falamos sobre a possibilidade de uma inteligência artificial se tornar consciente. Eis que nosso Tony Stark da vida real, o bilionário Elon Musk afirmou que até setembro desse ano, seus robôs humanoides com inteligência artificial da Tesla, estarão prontos. O robô chamará “Optimus”, possivelmente uma referência ao personagem de um robô líder dos Autobots da franquia “Transformers”, que ficou mais conhecida no cinema. Ainda mantendo as referências da cultura POP, ele terá a aparência do robô NS5, do filme de ficção científica ‘Eu, Robô’, inspirado no livro de mesmo nome do autor Isaac Asimov.

Pelas informações até o momento o robô humanoide terá 1,72 m de altura, 68 quilos, uma câmera acoplada em sua “cabeça”, será capaz de andar a 8 quilômetros por hora e  ainda levantar uns 70 quilos. Ele poderá executar funções mais simples como prender parafusos de carro com uma chave inglesa ou até mesmo fazer compras em um supermercado. A ideia é que o robô humanoide servirá para executar funções repetitivas ou perigosas para os seres humanos. Nas palavras do próprio Elon Musk, “no futuro, o trabalho físico será uma escolha”. Para as pessoas que ficaram preocupadas com o perigo que o robô possa oferecer, trata-se de uma máquina de estatura mediana. O bilionário tranquiliza as pessoas dizendo que o [Optimus] está sendo configurado para que em um nível mecânico e físico, que dará a capacidade para que  você possa fugir dele e, provavelmente, dominá-lo” Mas será que a humanidade está preparada para viver com robôs autônomos sendo controlados por uma inteligência artificial? Você teria coragem de ter um em sua casa? Essas são questões importantes de serem levantadas, pois o futuro está logo ali, e cada vez mais sentimos a tecnologia presente e ocupando espaços que até 10 anos atrás eram inimagináveis.