Ex-ministro Milton Ribeiro disparou acidentalmente arma em aeroporto; PF vai apurar caso Foto: Reprodução

O ex-ministro da Educação Milton Ribeiro infringiu regras da Anac ao se dirigir ao balcão de uma companhia aérea com uma arma de fogo carregada no Aeroporto Internacional Brasília, na última segunda-feira.

 A Polícia Federal vai investigar o caso. Ao manusear a pistola, Ribeiro acabou disparando-a acidentalmente. Uma funcionária da Gol foi atingida por estilhaços.

Uma resolução da Agência Nacional de Aviação Civil dispõe sobre os procedimentos de embarque e desembarque de passageiros armados. 

As normas estabelecem que o passageiro deve comparecer à representação da Polícia Federal no aeroporto antes de realizar seu check-in, levando consigo um formulário preenchido de autorização de embarque com arma.

Pelas regras, a retirada da munição da pistola ou revólver deve ocorrer antes da chegada do passageiro ao aeroporto ou em um local específico para essa finalidade dentro do terminal.

O passageiro só pode manusear a arma de fogo nesse espaço, exclusivo para a retirada da munição. Durante a retirada da munição,  o cano da arma de fogo deve permanecer apontado para uma caixa de areia, justamente para que ninguém se machuque no caso de um disparo acidental