Ontem a tarde, a ONU convocou mais uma reunião de emergência para debater e votar com outros países, a condenação dos ataques da Rússia à Ucrânia, que já completaram uma semana e sem previsão para um cessar-fogo.

Países como Estados Unidos, Inglaterra e Brasil, votarão contra a guerra, porém, outras nações curiosamente se mantiveram neutros ou não estiveram presentes por meio de seus embaixadores. Quem explica melhor e detalhadamente essa decisão da ONU, é o Heródoto Barbeiro no Tome Nota desta quinta-feira. Acompanhe: