A Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou nesta sexta-feira, 11, que adicionou o anticorpo monoclonal Tocilizumabe à lista de tratamentos pré-qualificados contra a covid-19. Até o momento, seis tratamentos foram pré-qualificados pela OMS.

De acordo com comunicado divulgado hoje, o produto é fabricado pela empresa Roche, mas tem um alto custo e é escasso no mundo. “A OMS e parceiros estão atualmente discutindo preços mais baixos e melhor acesso em países de baixa e média renda com o produtor”, diz o texto.

Segundo a instituição, o Tocilizumabe administrado por via intravenosa demonstrou, em estudos clínicos, reduzir a morte em certos pacientes com covid-19 gravemente doentes. A OMS recomenda, portanto, o uso apenas em pacientes graves, administrado apenas por um profissional de saúde e em um ambiente clínico monitorado.

 

Agência Estado