Imagem: Agência Brasil

O iFood, empresa de entrega de comidas, foi hackeado na noite de ontem. No Twitter, o perfil oficial  do serviço de delivery disse que “o incidente foi causado por meio da conta de um funcionário de uma empresa prestadora de serviço de atendimento que tinha permissão para ajustar informações cadastrais dos restaurantes na plataforma, e que o fez de forma indevida. O acesso da prestadora de serviço foi imediatamente interrompido”, diz o comunicado.  Quem pediu comida ontem à noite viu no lugar do nome dos restaurantes, frases com xingamentos a alguns políticos e elogios a outros. As fake news também apareceram com a frase:  “vacinas matam”. O iFood garante na nota que os meios de  pagamento dos clientes estão seguros. “Os dados de meios de pagamento não são armazenados nos bancos de dados do iFood, ficando gravados apenas nos dispositivos dos próprios usuários, não tendo havido comprometimento de dados de cartões de crédito”, segundo a empresa.