(foto: TV Brasil / Agência Brasil)

O coronavírus deixou órfãs ao menos 12.211 crianças de até seis anos entre 16 de março de 2020 e 24 de setembro deste ano. Os dados são da Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais, a Arpen, e mostram também que, a cada quatro crianças órfãs, uma não tinha ainda completado um ano quando perdeu um dos pais.

São Paulo, Goiás, Rio de Janeiro, Ceará e Paraná foram os estados que mais registraram óbitos de pais com filhos nesta faixa etária. Os dados foram levantados com base no cruzamento entre os CPFs dos pais nos registros de nascimentos e de óbitos feitos nos 7.645 cartórios de registro civil do país.