Os indicados ao Oscar 2022 foram anunciados na manhã desta terça-feira, 8, durante um evento transmitido online. O longa Ataque dos Cães, disponível na Netflix, recebeu 12 indicações, entre Melhor Filme, Melhor Ator, com Benedict Cumberbatch, Melhor Atriz Coadjuvante, com Kirsten Dunst, Melhor Ator Coadjuvante com Jesse Plemons e Jane Campion para Melhor Direção. Duna vem em seguida, com 10 indicações, e Belfast e Amor, Sublime Amor com sete cada um.

Principal prêmio do cinema internacional, o Oscar volta a ter um apresentador este ano e será realizado no Dolby Theatre, em Los Angeles (EUA), no dia 27 de março. Esta é a 94ª edição do prêmio da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas.

Deserto Particular foi escolhido pelo Brasil para representar o país na categoria melhor filme internacional, mas o longa de Aly Muritiba não passou pela primeira fase da seleção, em dezembro. Já o curta Seiva Bruta não conseguiu passar de fase e não levou nenhuma indicação à estatueta.

Veja a lista com os indicados:

MELHOR FILME
– Belfast
– No Ritmo do Coração
– Não Olhe Para Cima
– Drive My Car
– Duna
– King Richard: Criando Campeãs
– Licorice Pizza
– O Beco do Pesadelo
– Ataque dos Cães
– Amor, Sublime Amor

MELHOR ATRIZ
– Jessica Chastain, por The Eyes of Tammy Faye
– Olivia Colman, por A Filha Perdida
– Penélope Cruz, por Mães Paralelas
– Nicole Kidman, por Apresentando os Ricardos
– Kristen Stewart, por Spencer

MELHOR ATOR
– Javier Bardem, por Apresentando os Ricardos
– Benedict Cumberbatch, por Ataque dos Cães
– Andrew Garfield, por Tick, Tick… Boom!
– Will Smith, por King Richard: Criando Campeãs
– Denzel Washington, por A Tragédia de Macbeth

 

– Melhor Ator Coadjuvante
– Ciarán Hinds, por Belfast
– Troy Kotsur, por No Ritmo do Coração
– Jesse Plemons, por Ataque dos Cães
– J.K. Simmons, por Apresentando os Ricardos
– Kodi Smit-McPhee, por Ataque dos Cães

 

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE
– Jessie Buckley, em A Filha Perdida
– Ariana DeBose, em Amor, Sublime Amor
– Judi Dench, em Belfast
– Kirsten Dunst, em Ataque dos Cães
– Aunjanue Ellis, por King Richard: Criando Campeãs

MELHOR DIREÇÃO
– Kenneth Branagh, por Belfast
– Rysuke Hamaguchi, por Drive My Car
– Paul Thomas Anderson, por Licorice Pizza
– Jane Campion, por Ataque dos Cães
– Steven Spielberg, por Amor, Sublime Amor

MELHOR FILME INTERNACIONAL
– Drive My Car (Japão)
– Flee (Dinamarca)
– A Mão de Deus (Itália)
– Lunana: A Yak in the Classroom (Butão)
– The Worst Person in the World (Noruega)

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO
– Siân Heder, por No Ritmo do Coração
– Rysuke Hamaguchi & Takamasa Oe, por Drive My Car
– Jon Spaiths, Denis Villeneuve & Eric Roth, por Duna
– Maggie Gyllenhaal, por A Filha Perdida
– Jane Campion, por Ataque dos Cães

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL
– Kenneth Branagh, por Belfast
– Adam McKay, por Não Olhe Para Cima
– Zach Baylin, por King Richard: Criando Campeãs
– Paul Thomas Anderson, por Licorice Pizza
– Eskil Vogt & Joachim Trier, por The Worst Person in the World

MELHOR FIGURINO
– Jenny Beavan, por Cruella
– Massimo Cantini Parrini & Jacqueline Durran, por Cyrano
– Jacqueline West & Robert Morgan, por Duna
– Luis Sequeira, por O Beco do Pesadelo – Paul Tazewell, por Amor, Sublime Amor

MELHOR TRILHA ORIGINAL
– Nicholas Britell, por Não Olhe Para Cima
– Hans Zimmer, por Duna
– Germaine Franco, por Encanto
– Alberto Iglesias, por Mães Paralelas
– Jonny Greenwood, por Ataque dos Cães

MELHOR ANIMAÇÃO
– Encanto
– Flee
– Luca
– A Família Mitchell e a Revolta das Máquinas
– Raya e o Último Dragão

MELHOR CURTA DE ANIMAÇÃO
– Affairs of the Art
– Bestia
– Boxballet
– Robin Robin
– The Windshield Wiper

MELHOR CURTA EM LIVE-ACTION
– Ala Kachuu
– Take and Run
– The Dress
– The Long Goodbye
– On My Mind
– Please Hold

MELHOR DOCUMENTÁRIO
– Ascension
– Attica
– Flee
– Summer of Soul (… ou Quando a Revolução Não Pode Ser Televisionada)
– Writing with Fire


MELHOR DOCUMENTÁRIO EM CURTA-METRAGEM

– Audible
– Lead Me Home
– The Queen of Basketball
– Three Songs for Ben Azir
– When We Were Bullies
– Melhor fotografia
– Greig Fraser, por Duna
– Dan Lautsen, por O Beco do Pesadelo
– Ari Wegner, por Ataque dos Cães
– Bruno Delbonnel, por A Tragédia de Macbeth
– Janusz Kominski, por Amor, Sublime Amor

MELHOR MONTAGEM
– Hank Corwin, por Não Olhe Para Cima
– Joe Walker, por Duna
– Pamela Martin, por King Richard: Criando Campeãs
– Peter Sciberras, por Ataque dos Cães
– Myron Kerstein & Andrew Weisblum, por Tick, Tick… Boom!

 

– Melhor cabelo e maquiagem

– Um Príncipe em Nova York 2
– Cruella
– Duna
– The Eyes of Tammy Faye
– Casa Gucci


MELHOR CANÇÃO ORIGINAL

– Be Alive
– King Richard: Criando Campeãs
– Dos Oruguitas
– Encanto
– Down to Joy
– Belfast
– No Time to Die
– 007 – Sem Tempo Para Morrer
– Somehow You Do
– Four Good Days

MELHOR DESIGN DE PRODUÇÃO
– Patrick Vermette, por Duna
– Tamara Deverell, por O Beco do Pesadelo
– Grant Major, por Ataque dos Cães
– Stefan Decbant, por A Tragédia de Macbeth
– Adam Stockhausen, por Amor, Sublime Amor

MELHORES EFEITOS ESPECIAIS
– Duna
– Free Guy: Assumindo o Controle
– 007 – Sem Tempo Para Morrer
– Shang-Chi e a Lenda.