Imagem: Agência Brasil

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, pretende anunciar ainda nesta semana o fim da obrigatoriedade do uso de máscaras.

Ele também aguarda o posicionamento da Anvisa para acabar com a exigência de teste de Covid-19 para turistas vacinados que desejam entrar no Brasil. A informação foi divulgada pelo Portal Metrópoles.

Queiroga disse que o objetivo do Ministério é ficar de acordo com as decisões que vem sendo tomadas por Estados e municípios.

Já o colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo, informa que a intenção do presidente Jair Bolsonaro é editar uma portaria mudando o status da Covid-19 de pandemia para endemia, e para isso estaria pressionando o ministro Marcelo Queiroga.

O desejo de Bolsonaro seria fazer o anúncio amanhã, 31 de março, dia do Golpe de 64, data simbólica para o presidente.

Faz parte dos planos do governo, ao revogar as portarias relacionadas à covid-19, derrubar a obrigatoriedade de uso de máscaras em ambientes fechados e também abolir a proibição de venda de insumos ligados à pandemia para o exterior.

Pandemia – A pasta anunciou que, por enquanto, não pretende decretar o fim da pandemia de Covid-19 no Brasil. A declaração de Queiroga vai contra a expectativa de Jair Bolsonaro, que falou recentemente em rebaixar a pandemia para endemia.

Endemia é quando uma doença está presente apenas em regiões específicas, mas sem aumento considerável dos casos Integrantes da pasta esclareceram que não cabe ao ministério decretar o fim da pandemia, mas sim estipular qual a validade do decreto que instituiu emergência sanitária nacional por causa da Covid-19, de fevereiro de 2020.

Segundo Queiroga, para determinar o fim da emergência em saúde pública, é preciso fazer análises, como o cenário epidemiológico; a estrutura do sistema hospitalar; e o acesso a medicamentos eficazes contra a Covid na fase inicial.

 

Da Redação