Em julho de 1969, o homem pisou pela primeira vez na Lua. Diversos robôs já fizeram missões de reconhecimento dos planetas do sistema solar. Mas a missão de Carola Carvalho é um pouco mais ousada: produzir cerveja no espaço.

Carola é pós-doutora em microbiologia de leveduras selvagens e cervejeiras na aplicação em astrobiologia no contexto de exploração espacial e inovações biotecnológicas. A pesquisa da cientista com os fungos começou durante a pós-graduação, na qual ela investigou a manipulação desses organismos em condições extremas. O estudo ainda está em fase de laboratório, as perspectiva é que até o final do ano, as primeiras leveduras sejam enviadas para a Estação Espacial Internacional. 

Ainda dentro do escopo da análise, as leveduras também podem ser usadas para medir como os humanos reagiriam a uma viagem a Marte, por exemplo. De acordo com Carola, esse tipo de fungo tem alguns genes similares aos humanos, e por isso ele poderia dar indícios da forma que o corpo humano seria afetado pela radiação, pela temperatura no espaço, etc. 

A astrobióloga comentou também sobre os diversos usos das leveduras no dia a dia, como produção de álcool em gel, bebidas alcoólicas e até na fabricação da vacina contra HPV. 

Para assistir a entrevista completa no Nova Manhã, é só clicar abaixo