Após os casos de Salmonella em pessoas que consumiram o chocolate Kinder, no Reino Unido, a Secretaria Nacional do Consumidor deu um prazo de 72 horas para que a empresa Ferrero do Brasil realize um recall do produto ou informe o real perigo do que é vendido no território brasileiro. A empresa afirmou que não havia sido notificada pela Senacon antes de tomar conhecimento do documento pela imprensa, e que, de forma voluntária, já havia prestado todos os esclarecimentos à Anvisa.

A empresa acrescentou que o recall voluntário que vem sendo realizado em outras nações refere-se apenas a produtos das linhas Kinder Surprise, Kinder Mini Eggs, Kinder Surprise Maxi 100g e Kinder Schokobons, todos fabricados em Arlon, na Bélgica. A fabricante também afirma que estes produtos não são vendidos aqui pela Ferrero no Brasil, portanto não há que se falar em retirada destes itens.

 

Da Redação