O comitê científico do Consórcio Nordeste se reuniu nesta quinta-feira, 3, e recomendou o cancelamento do feriado de Carnaval e a definição de regras para impedir a realização de festas privadas, para conter o avanço da variante Ômicron, do coronavírus.

Em nota, o comitê afirma que, “com uma transmissibilidade quatro vezes maior que da variante Delta, em pouco tempo a Ômicron se tornou a variante dominante, provocando uma nova onda da pandemia”.

Veja também:

Oito estados e DF têm taxa crítica de ocupação de UTI Covid para adultos

87% dos médicos relatam ter contraído covid ou conhecem quem teve há dois meses

 

(foto: Banco de Imagens)

O comitê acrescentou que “houve um prolongamento da terceira onda no Brasil porque as festas e celebrações de Réveillon não foram canceladas”; e que, “naturalmente, após o término da pandemia, novos feriados extraordinários poderiam ser criados pelos governos”.

O Consórcio Nordeste foi criado em 2019 e reúne os nove estados da região para integrar políticas públicas de desenvolvimento econômico e social.  Já o comitê é presidido atualmente pelo governador de Pernambuco, Paulo Câmara.

 

Da Redação