O Brasil vem registrando nos últimos dias uma queda acentuada no número de casos de covid-19, a exemplo do que foi visto em outros países, indicando o declínio dos diagnósticos da doença.

No dia 6 de fevereiro, a média móvel de casos entrou em estabilidade, com 170 mil confirmações diárias. O pico havia sido poucos dias antes, em 31 de janeiro, com 188 mil registros.

Foram quatro dias estáveis e a queda nessa média começou. É uma característica desta onda já observada em outros lugares: quase não há período de platô, a curva é aguda e, muito rapidamente, os números começam a cair.

Os patamares, no entanto, seguem muito elevados. O Brasil não tinha mais de oitocentas mortes diárias desde agosto do ano passado.