Antes e após a prática de atividade física é comum encontrar pessoas se alongando. Alguns, até mesmo, possuem esse hábito ao acordar. Quando executado corretamente, o alongamento contribui para prevenir lesões. Em alguns casos, porém, a prática pode apresentar resultados indesejados. Por isso, alguns cuidados são necessários.

Para especialistas, avaliar essa prática apenas pelo ponto de vista muscular significa uma visão simplista. Isso porque a flexibilidade também está relacionada a outros fatores, como: articulações, pele e idade.


Foto: Banco de imagens.

Orientações

Durante o ato de extensão máxima dos músculos pode haver compressão da articulação. Com isso, elas precisam estar bem posicionadas. Caso contrário, existe o risco de o alongamento causar lesões, comprometendo as articulações e também a musculatura.

Por sua vez, caso as articulações estejam saudáveis, a prática de alongar pode promover benefícios. Por isso, é importante lembrar que cada corpo possui suas peculiaridades. Dessa forma, as limitações individuais precisam ser levadas em consideração antes do início da atividade.

Assim como com qualquer atividade, o ideal é contar com a orientação de um profissional, que fará uma avaliação e indicará os exercícios apropriados. Lembre-se ainda da importância de consultar um médico para uma avaliação completa.

Agência Estado