Foi encerrado nesta sexta-feira, 13, pelo Tribunal Superior Eleitoral, o processo de testes de inviolabilidade pelos quais a urna eletrônica vinha passando. Segundo o TSE, os investigadores e demais especialistas não conseguiram alterar nenhum voto, mudar o resultado da urna ou fraudar o processo eleitoral.

Lembrando que, em novembro do ano passado, durante seis dias, especialistas em tecnologia da informação tentaram acessar o sistema das urnas a fim de identificar possíveis falhas de segurança. O trabalho reuniu investigadores, hackers, programadores, representantes de universidades e peritos da Polícia Federal.

 

 

Da Redação