Candidato à reeleição, o presidente francês Emmanuel Macron venceu o primeiro turno das eleições presidenciais deste domingo, 10. Ele vai disputar o segundo turno em 24 de abril com Marine Le Pen, presidenciável da direita radical. É uma repetição do embate final do pleito anterior, em 2017. No 2º turno daquele ano, Macron venceu a adversária por 66,1% a 33,9%.

A votação deste ano no primeiro turno teve uma abstenção alta, de 25,16%, e também foi marcada pela derrota dos partidos tradicionais de esquerda e direita e pelo crescimento de Jean-Luc Mélenchon, candidato da esquerda radical, que ficou com 22% dos votos. Macron teve 27,6% contra 23,4% de Le Pen.

No discurso de agradecimento pelo resultado, Emmanuel Macron pediu palmas aos adversários, pontuou a intenção de mesclar seu papel de presidente francês com o de líder na Europa e fez sinais de aproximação ao eleitorado de esquerda.

O atual presidente esteve ausente da campanha para a reeleição durante boa parte do tempo, pois se concentrou na frente diplomática do conflito na Ucrânia, e só nos últimos dez dias fez comícios. Macron e Le Pen têm o desafio de atrair eleitores de todas as partes do espectro político.

Segundo turno – A Eurasia acredita que o presidente da França, Emmanuel Macron, tem 70% de possibilidade de vencer o segundo turno, no dia 24. O relatório da consultoria diz que Mácron ficou confortavelmente à frente neste domingo, freando “o que parecia ser uma maré poderosa a favor da líder de extrema-direita, Marine Le Pen”. A primeira pesquisa da Ipsos publicada após o primeiro turno apontava para Mácron com 51% e Marine Le Pen, com 49%.

 

Da Redação