O líder da Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Caminhoneiros Autônomos e Celetistas, o deputado federal Nereu Crispim, criticou o presidente Jair Bolsonaro por causa do aumento dos combustíveis. Ele pediu mudanças na política de preços da Petrobras, com o fim da paridade internacional.

Veja também

Petrobras reajusta gasolina em mais de 5% e do diesel em quase 15%

O chamado PPI leva em conta a variação do dólar e do valor do barril de petróleo para o reajuste dos preços. Segundo o deputado, o PPI não é uma legislação, é uma resolução do Conselho da Petrobras, que é presidido pelo ministro das Minas e Energia, subordinado ao presidente. O parlamentar afirma então que é mentira que Bolsonaro não pode suspender a resolução.

Ao mesmo tempo, deputados começaram a coletar assinaturas para protocolar um requerimento de urgência para um projeto de lei, de autoria de Crispim. O texto cria um fundo de estabilização dos preços, com recursos que viriam de um imposto sobre a exportação de petróleo.

 

jornal O Estado de S.Paulo