Daniel Silveira diz que não vai cumprir ordem do STF para colocar tornozeleira eletrônica Foto: Divulgação Câmara dos Deputados

O deputado Daniel Silveira, do União Brasil do Rio de Janeiro, passou a noite em seu gabinete na Câmara. Ele prometeu que a partir de agora vai morar no Parlamento, para não cumprir a ordem do ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes, que determinou a instalação mais uma vez de um tornozeleira eletrônica em Silveira.

Moraes autorizou que os agentes da Polícia Federal entrem nas dependências da Câmara para cumprir a ordem judicial. Daniel Silveira já esteve preso por nove meses e também usou tornozeleira por envolvimento em atos antidemocráticos e ataques ao STF.

Em novembro do ano passado, o parlamentar foi solto com a condição de cumprir uma série de medidas cautelares. Recentemente, a PGR afirmou que Daniel Silveira não estava cumprindo mas ordens judiciais e levou o caso ao Supremo Tribunal Federal. O deputado alega que a ordem de Alexandre de Moraes é ilegal.