O aumento da violência armada nos Estados Unidos em 2020 elevou a taxa de homicídios por armas de fogo no primeiro ano da pandemia para o nível mais alto em 25 anos, informou o CDC, que é Centro de Controle e Prevenção de Doenças .

Em geral, as mortes por armas, incluindo suicídios, atingiram o nível mais alto já registrado no país. Mais de 45 mil americanos morreram em incidentes relacionados a armas quando a pandemia se espalhou nos Estados Unidos, o maior número já registrado, mostram dados federais.

Mas mais da metade das mortes por armas de fogo foram suicídios, um número que não aumentou substancialmente de 2019 para 2020. Esse aumento nos homicídios afetou comunidades em todo o país, mas teve grandes oscilações nas linhas raciais, étnicas e econômicas, ampliando as disparidades já existentes, ainda de acordo com o CDC.

 

jornal O Estado de S.Paulo