O cultivo, a posse e o consumo da maconha estarão liberados na Tailândia a partir de 9 de junho. O governo anunciou também que vai distribuir 1 milhão de mudas da erva sem nenhum custo para a população.

Não será mais necessário obter uma permissão para cultivar a planta em casa, desde que seja para fins medicinais e não supere uma concentração máxima de 0,2% de THC, ingrediente psicoativo da cannabis.

Já a produção em grande escala, por empresas, deverá ter uma permissão para que sejam fabricados produtos derivados da erva, usados principalmente em medicamentos e acrescentado em alimentos.

Acredita-se que as novas medidas irão gerar milhões de dólares de forma direta e atrair turistas estrangeiros, que começam a retornar ao país após o fim das restrições impostas pela pandemia.

 

Da Redação