Putin fiz que ação na Ucrânia tem objetivo de proteger a Rússia de invasões do Ocidente Foto: Reprodução Nexta TV

O presidente Vladimir Putin disse nesta segunda-feira (9), durante discurso do Dia da Vitória, na Praça Vermelha, em Moscou, que a invasão da Ucrânia foi uma ação preventiva contra uma agressão ao território russo planejada pelos países que integra a Otan.

“Os países da Otan não queriam nos ouvir, não nos deram opções. Isso significa que, na realidade, eles tinham planos bem diferentes.”

Putin afirmou que, com a possibilidade de ingresso da Ucrânia na Otan, havia “uma ameaça inaceitável para nós bem em nossas fronteiras”. Na avaliação do presidente russo, invadir a Ucrânia foi uma ação de defesa de terras russas, em referência também à Crimeia, área ucraniana que foi anexada pela Rússia em 2014.

Para Vadimir Putin, “o perigo crescia a cada dia”, reforçando acreditar que a invasão foi uma decisão certa, “oportuna e única de um país soberano, forte e independente.”

A Rússia comemora hoje 77 anos da vitória sobre os nazistas na Segunda Guerra Mundial. Um desfile militar foi realizado em Moscou e em outras cidades russas. Nos cerca de 11 minutos de discurso, não houve declaração oficial de guerra à Ucrânia nem anúncio de intensificação da “operação militar” — termo que vem sendo utilizado pelo governo russo para a invasão à Ucrânia.

As tropas russas iniciaram a invasão da Ucrânia em 24 de fevereiro. Inicialmente, a análise é de que a vitória seria fácil, em poucos dias, mas a reação dos ucranianos, principamente com a ajuda das armas entregues pelos países do Ocidente, obrigou a Rússia a concentrar as operações no leste do país, região em que vivem separatistas russos.

Zelensky

Em resposta ao discurso do Vladimir Putin, o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky disse nesta segunda-feira que seu país vencerá a guerra com a Rússia e não cederá nenhum território.Ele também afirmou que os

“No Dia da Vitória sobre o nazismo, estamos lutando por uma nova vitória. O caminho para isso é difícil, mas não temos dúvidas de que venceremos”, disse Zelensky em um discurso compartilhado pouco antes do início do desfile militar russo em Moscou. Ele também os ucranianos são um povo livres acostumados a defender o país de invasores.