O jornalista russo Dmitri Muratov, vencedor do Nobel da Paz em 2021, vendeu a medalha de seu prêmio 103 milhões e meio de dólares. O dinheiro será utilizado para ajudar as crianças da Ucrânia afetadas pela guerra por meio do Fundo das Nações Unidas para a Infância, o Unicef. São crianças que foram obrigadas a deixar suas casas. A identidade do comprador não foi revelada.

Muratov ajudou a fundar o jornal russo independente Novaya Gazeta e era o editor-chefe quando o jornal fechou em março em meio à repressão do governo de Vladimir Putin. Anteriormente, o maior valor já pago por uma medalha do Prêmio Nobel foi de US$ 4,76 milhões em 2014, quando James Watson, cuja co-descoberta da estrutura do DNA lhe rendeu um Prêmio Nobel em 1962, vendeu a sua.

jorna O Estado de S.Paulo