O executivo-chefe da Tesla, Elon Musk, afirmou nesta terça-feira, 10, que reverteria a proibição do ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump de usar o Twitter, caso confirme a compra da rede social.

(Divulgação)

O Twitter suspendeu de modo permanente a conta de Trump em janeiro de 2021 por violação de suas políticas, citando riscos de que outras mensagens do político possam levar a mais violência, após o ataque ao Capitólio em Washington, em 6 de janeiro daquele ano.

“Eu realmente acho que não foi correto banir Donald Trump”, afirmou Musk, durante entrevista em uma conferência virtual do Financial Times. Segundo ele, isso alienou uma grande parcela do país, sem fazer com que Trump tenha continuado a ter uma voz pública. “Eu acho que foi moralmente uma decisão ruim, para ser claro, e tola ao extremo”, completou.

Agência Estado