As mortes causadas pela Covid no planeta vêm caindo bruscamente. O mundo registrou esta semana o menor número de óbitos pela doença desde o dia 28 de março de 2020, logo no início da pandemia. Os Estados Unidos ainda são o país com o maior número de mortes por dia. Depois vêm o Reino Unido, Rússia e Coreia do Sul. O Brasil está em nono lugar.

No entanto, a Organização Mundial da Saúde insiste que essas tendências positivas devem ser interpretadas com cautela, na medida em que muitos países estão mudando a estratégia de testagem e os testes diminuíram consideravelmente. Isso leva à uma detecção de menos casos dos que os que realmente podem existir.

A OMS informa que continua monitorando várias subvariantes da Ômicron, cepa que representa 99,2% de toda a sequenciação genética no mundo. A entidade acrescenta que, embora a Ômicron possa contornar a imunidade oferecida pelas vacinas, elas continuam a ser eficazes na prevenção de doenças graves e na hospitalização.

 

Da Redação