Mariupol, cidade portuária estratégica na Ucrânia, foi destruída por tropas russas Foto: Nexta TV Reprodução

O homem mais rico da Ucrânia afirmou que vai ajudar na reconstrução da cidade portuária de Mariupol, local onde o empresário possui duas grandes siderúrgicas que ele diz que voltarão a competir globalmente.

Rinat Akhmetov viu seu império de negócios ser destruído por oito anos de combates no leste da Ucrânia, mas permanece certo de que o que ele chama de “nossos bravos soldados” defenderão a cidade, que foi reduzida a um deserto após sete semanas de bombardeio.

No entanto, sua empresa Metinvest, a maior siderúrgica da Ucrânia, anunciou que no momento não pode entregar seus contratos de fornecimento.

Seu grupo financeiro e industrial está cumprindo suas obrigações de dívida e sua produtora privada de energia DTEK “otimizou o pagamento de suas dívidas” em um acordo com os credores.

Rinat Akhmetov considera Mariupol uma tragédia global e um exemplo de heroísmo.