Ontem foi o Dia Mundial da Liberdade de Imprensa. O Brasil ainda aparece mal no 20º relatório elaborado pela Organização Repórteres Sem Fronteiras. No topo do ranking mundial estão Noruega, Dinamarca e Suécia.

Pela primeira vez, 28 países estão na chamada lista vermelha, entre eles: Belarus, Rússia, Afeganistão, Venezuela, Arábia Saudita, Síria, Cuba, China, Irã e, em último lugar, a Coreia do Norte.

O Brasil subiu apenas uma posição de 2021 para 2022; e agora está na de número 110, de um total de 180 países. A ONG afirma que a relação entre a imprensa e o governo piorou muito desde a posse do presidente Jair Bolsonaro.

 

Da Redação