Vinte e três clubes divulgaram uma nova carta para tratar da criação da Liga Brasileira de Clubes. Eles citam alguns aspectos financeiros que acreditam ser os melhores para o futebol brasileiro do que os que foram apresentados até agora.

Um deles trata da divisão da renda; o outro está relacionado à diferença de receita entre o maior e o menor clube, e pedem que a Série B tenha direito a 20% dos recursos dos direitos de transmissão.

O grupo afirma que não estará na reunião que aconteceria na CBF na próxima quinta-feira, 12, para a formalização da chamada Libra. Eles prometem formalizar uma nova proposta até o próximo dia 16.

Já os clubes que não fazem parte do boicote são: Bahia, Grêmio, Vasco, Novorizontino, Guarani, Atlético-MG, Botafogo, Internacional, Palmeiras, Corinthians, São Paulo, Santos, Red Bull Bragantino, Flamengo, Ponte Preta e Cruzeiro e Ituano.

 

jornal O Estado de S.Paulo