O heptacampeão mundial de Fórmula 1, Lewis Hamilton, recebeu nesta quarta-feira o título de Cavaleiro da Ordem do Império Britânico, pelos seus serviços prestados ao automobilismo da Inglaterra, e o título resultante da lista de Honra de Ano Novo de 2021, no Castelo de Windsor, em Berkshire, na Inglaterra. O inglês já possui a honraria MBE – Membro da Ordem do Império Britânico -, recebida em 2009.

Na modalidade, Hamilton é o quarto piloto a receber a honraria, dada nesta quarta-feira pelo príncipe Charles em nome de sua mãe, a rainha Elizabeth. Ele fica atrás de nomes como Sir Jackie Stewart, Sir Stirling Moss e Sir Jack Brabham. Junto dele, outras duas personas também serão nomeadas: o ator David Suchet e o diretor musical Donald Runnicles.

No Reino Unido, o título de cavaleiro ou dama da rainha é uma das mais altas honrarias que os cidadãos podem receber. Antigamente, ele era concedido pelo monarca apenas pelos feitos militares da população, mas desde então o título vem sendo atribuído a diversos setores da vida pública. Dessa forma, qualquer pessoa, instituição, grupo, ou órgão do governo pode indicar um indivíduo para receber a honraria. Assim, o título vem reconhecendo trabalhos em diversas áreas, como a da educação, filantropia, artes ou esportes.

No último domingo, o piloto da Mercedes perdeu a chance de conquistar o seu oitavo título mundial após uma conclusão de prova polêmica na última volta do GP de Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos. Liderava até a última volta, quando foi ultrapassado pelo holandês Max Verstappen, da Red Bull, que foi o campeão da temporada 2021.

Agora com o título de “Sir”, Hamilton estará de volta ao grid de 2022 junto com seu novo companheiro de escuderia, o também inglês George Russell, ex-piloto da Williams. O heptacampeão mundial deverá comparecer à Cerimônia de Entrega de Prêmios da Federação Internacional de Automobilismo (FIA, na sigla em francês), em Paris, nesta quinta-feira.

 

Agência Estado