As micro e pequenas empresas e os microempreendedores individuais já podem aderir ao parcelamento especial criado para renegociar dívidas com o governo por meio do Programa de Reescalonamento do Pagamento de Débitos no mbito do Simples Nacional, o Relp, da Receita Federal. Por causa da pandemia, muitas empresas foram afetadas e agora podem renegociar dívidas em até 15 anos.

O parcelamento prevê desconto de até 90% nas multas e nos juros de mora e de até 100% dos encargos legais. Também haverá um desconto na parcela de entrada proporcional à perda de faturamento de março a dezembro de 2020 em relação ao mesmo período de 2019. Quem foi mais afetado pagará menos.

 

Da Redação