Governo vai permitir saque de R$ 1 mil do FGTS; medida tem objetivo de aquecer a economia Foto: Reprodução

Agência Estado

A Caixa Econômica Federal disponibilizará nesta sexta-feira (8) as consultas sobre valores do saque extraordinário do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

As informações estarão disponíveis no aplicativo do FGTS e no site da Caixa.

A rodada de saques começa a partir do dia 20 de abril e vai até 15 de junho; a ordem foi estabelecida de acordo com o mês de nascimento.

O valor máximo permitido é de R$ 1 mil por trabalhador. Aproximadamente 42 milhões serão contemplados.

O crédito do saque extraordinário do FGTS será realizado na Conta Poupança Social Digital, aberta automaticamente pela Caixa.

Após o crédito dos valores na conta poupança social digital, já será possível pagar boletos e contas ou utilizar o cartão de débito virtual e QR code para fazer compras em supermercados, padarias, farmácias e outros estabelecimentos, por meio do aplicativo.

Este processo, porém, é facultativo ao trabalhador. Se ele não tiver interesse, é só não efetuar nenhuma transação. Neste caso, o dinheiro voltará de forma automática para as contas do fundo.

Não estarão disponíveis para saque os valores que estiverem bloqueados na conta do FGTS, como garantia de operações de crédito de antecipação do Saque Aniversário, por exemplo.

Como consultar o saldo do FGTS
Para conseguir consultar o saldo do FGTS, o trabalhador precisa fazer um cadastro com as informações pessoais e também informar o Número de Inscrição Social (NIS), que pode ser obtido nos extratos do FGTS, carteira de trabalho ou cartão do cidadão. Em seguida, é preciso criar uma senha numérica de 6 dígitos.

É possível ter acesso ao extrato completo do FGTS por meio do site e do aplicativo da Caixa Econômica Federal, disponível para os sistemas operacionais Android e iOS.