A porcentagem de idosos no estado de São Paulo cresceu de 4% para 16% nos últimos 72 anos. Agora são quase 7 milhões e meio de pessoas acima de 60 anos no território paulista. Os dados são da Fundação Seade.

Em 1950 eram 12 idosos para cada 100 crianças; neste ano a proporção é de 87 para cada 100. As causas seriam principalmente a queda da fecundidade e a maior sobrevivência da população. A expectativa é de que, em 2026, o número de idosos chegue a quase 8 milhões e meio em todo o estado.

Outro dado é que nos municípios com menos de 10 mil habitantes, 60% apresentam envelhecimento superior a 100%, ou seja, há mais idosos do que jovens.

 

Da Redação