Rio – O governo municipal de Petrópolis, na Região Serrana do Rio, segue acompanhando o trabalho dos Bombeiros nas buscas aos desaparecidos, que continuam pelas localidades do Alto da Serra, Morro da Oficina e Chácara Flora.

Enquanto as buscas não cessarem, a Prefeitura seguirá atuando no suporte aos Bombeiros Militares, direcionando equipes para garantir o isolamento das áreas e agilizando a retirada de escombros possíveis, para o melhor acesso aos locais de buscas.

Para isso, uma das iniciativas acompanhada pela Secretaria de Defesa Civil, são as detonações de rocha. Hoje mais uma ação do tipo foi feita no Alto da Serra para facilitar os trabalhos no Morro da Oficina.

Mortes – Até a noite deste domingo, 27, a equipe técnico-científica da Polícia Civil já havia registrado 229 óbitos, sendo 136 mulheres, 93 homens e 43 menores.

Os peritos ainda atuam na análise de DNA de despojos recuperados pelas áreas afetadas. Em último levantamento, da Delegacia de Descoberta de Paradeiros, da Polícia Civil, o município tem 20 desaparecidos.

 

As equipes da Secretaria de Defesa Civil oferecem suporte aos trabalhos de buscas com avaliação estrutural e acompanhamento da desobstrução das áreas onde há suspeita de haver vítimas. Nesta semana, a Defesa Civil tem atuado na detonação de rochas em áreas em que o Corpo de Bombeiros precisa trabalhar. Hoje, mais uma rocha foi retirada do Morro da Oficina para que os trabalhos no local avancem.

Entulho – A Prefeitura de Petrópolis segue atuando com força tarefa, em diferentes frentes, para recuperar o município após as chuvas do dia 15. Equipes trabalham na limpeza, desobstrução e recuperação de vias, restabelecimentos de serviços, reforço na segurança, além do atendimento à população afetada e resgate de vítimas, que são a prioridade.

Até o momento, foram liberadas 16 vias que estavam bloqueadas por deslizamentos, 41 mil toneladas de entulho já foram descartadas, mais de 1400 vistorias a imóveis estão em andamento, 432 carros danificados pela chuva foram retirados das ruas, o abastecimento de energia elétrica foi normalizado para 30 mil usuários e o fornecimento de água normalizado em 96,3% dos usuários.

Vistorias – A Defesa Civil ainda atua com reforço nas equipes para acelerar a realização das vistorias das regiões afetadas. As equipes técnicas se dedicam na análise por áreas e na sequência, avaliam as estruturas dos imóveis dentro dos trechos de interdições. Já foram registradas mais de 3.200 ocorrências, sendo maior parte delas por deslizamentos. As equipes técnicas têm recebido o suporte do Departamento de Recursos Minerais, Serviço Geológico Brasileiro, além de engenheiros e geólogos voluntários.

Escolas -Treze escolas continuam abertas como ponto de apoio para população afetada. As equipes da Secretaria de Assistência Social seguem com o atendimento a 926 pessoas nas unidades escolares da rede pública, que estão sendo usadas como ponto de apoio.

Os locais abertos para receber a população de área de risco são: E.M. Papa João Paulo; E. Germano Valente, E. Rubens de Castro Bomtempo, CEI Chiquinha Rolla, E. M. Geraldo Ventura Dias, E. M. Duque de Caxias, E. Paróquia Bom Jesus, E. M. Alto Independência, E. M. Joaquim Deister, E. Comunidade Santo Antônio, E. M. Maria Campos, E. São João Batista, E. Paroquial N. Sra. da Glória e Colégio Estadual Rui Barbosa.

Todas as pessoas que tiveram que recorrer aos pontos de apoio terão direito ao aluguel social no valor de R$ 1 mil (sendo R$ 800 pagos pelo governo estadual e R$ 200 pagos pela Prefeitura). Essas pessoas estão automaticamente cadastradas no programa do Aluguel Social.

Suporte – As Forças Armadas seguem com o suporte na cidade. Os militares do Exército, Marinha e Aeronáutica continuam na cidade oferecendo suporte às ações de recuperação. Esse reforço tem sido direcionado para apoio na segurança, controle do trânsito, limpeza e desobstrução de vias e sobrevoos para reconhecimento de áreas.

Militares da Marinha atuam na limpeza do entorno do Museu Imperial, desobstrução das ruas Conde Afonso Celso e Alberto Torres. O transporte e distribuição também têm tido a ajuda do Exército.

Serviços – A concessionária para o fornecimento de água da cidade, a Águas do Imperador, informou que 100% do serviço foi normalizado na cidade. Neste domingo, 27, as equipes concluíram trabalhos nos bairros Alto da Serra, São Sebastião, Sargento Boening, Quitandinha, Parque São Vicente, Chácara Flora, Vila Felipe e 24 de Maio, Estrada da Saudade, Caxambu e Floresta.

A ENEL comunicou o restabelecimento de 30 mil usuários; e, neste domingo, seguiu com atendimentos nas regiões do Chácara Flora e Rua Lopes de Castro. Mais 46 famílias tiveram o fornecimento de energia normalizado.

 

Camila Grecco, Redação NBFM Rio