+ Milionário será mais difícil de ganhar do que a Mega-Sena

A Caixa Econômica Federal (CEF) lançou nesta segunda-feira, 2, a +Milionária, nova modalidade de suas loterias que foi autorizada pelo Ministério da Economia em abril.

A nova modalidade terá sorteios aos sábados, e o primeiro deles será em 28 de maio.

Segundo o banco, a +Milionária será a primeira a oferecer um prêmio mínimo de dois dígitos de milhões, partindo de R$ 10 milhões após um sorteio sem acumulação.

Serão dez faixas de premiação, ao todo, a depender do número de acertos do apostador.

A aposta básica, com seis números e dois trevos, custará R$ 6, e nela, o apostador terá de marcar seis números de 1 a 50 e dois “trevos” de 1 a 6.

Em apostas múltiplas, poderá escolher de 6 a 12 números entre os 50 disponíveis, e de 2 a 6 entre os seis trevos.

Ganhará o prêmio principal o apostador que acertar todas as seis dezenas e os dois trevos numerados.

Além de ser mais cara, a nova loteria tem menor probabilidade de acerto que a Mega-Sena, a mais difícil dentre todos os jogos das Loterias até o momento.

O jogo simples, que custa  R$ 6,  tem probabilidade de acerto de uma em 238 milhões. Mas também é possível fazer combinações com apostas mais caras e com maior chance de acerto.

A título de comparação, no caso da Mega-Sena, o bilhete mais barato, em que o apostador escolhe seis dezenas dentre 60 disponíveis, sai por R$ 4,50.

Nesse caso, a chance de acerto é de uma em 50 milhões. Ou seja, se formos fazer uma comparação, é quase 5 vezes mais fácil acertar na Mega-Sena que na + Milionária.