A sessão da CPI dos Aplicativos na Câmara Municipal de São Paulo hoje foi interrompida após um áudio de conteúdo racista vazar no microfone do plenário virtual. A voz seria do vereador Camilo Cristófaro, do PSB, que estava conectado à sessão de forma online, segundo um assessor da vereadora Luana Alves.

O trecho que vazou foi: “Não lavar a calçada…é coisa de preto, né?”, disse o áudio vazado no plenário. Depois é possível ouvir uma vereadora pedindo para que a sessão fosse interrompida.

A vereadora Luana Alves declarou que vai entrar com uma representação na corregedoria da Câmara para que o caso seja investigado. Após suspender os trabalhos por cinco minutos, o presidente da CPI, Adilson Amadeu, deu continuidade à sessão. A coluna tentou contato com Camilo Cristófaro, mas ainda não recebeu retorno.

A CPI investiga denúncias de que as empresas de aplicativos não pagam direitos trabalhistas aos motoristas e questões fiscais.

Veja o vídeo:

Agência Estado