Independentemente do estilo, a música sempre está presente em diferentes momentos da vida, seja em uma celebração ou em um momento especial ou marcante, promovendo diferentes sensações.

O que muitos não sabem é que a música também pode ser um valioso remédio. Isso porque a musicoterapia é utilizada para contribuir em tratamentos de problemas de ordem emocional, física ou mental.


(Divulgação)

Orientações

Essa área da saúde utiliza sons, ritmos, melodias e harmonias para estimular a reação dos pacientes. Alguns pacientes que sofreram um derrame, por exemplo, conseguem cantar, mesmo quando ainda não retomaram a fala.

Especialistas explicam que situações assim ocorrem porque a música interfere com a emoção. Por isso, consegue contribuir com determinados tratamentos.

Com diversas aplicações, a musicoterapia pode ser aplicada em qualquer idade. Crianças muito tímidas, por exemplo, podem ser beneficiadas com o tratamento. Para os idosos, o trabalho pode contribuir com a memória.

Durante a terapia, diversas técnicas são utilizadas pelos especialistas, que promovem diversos estímulos com o auxílio de instrumentos ou improvisações musicais.

Lembre-se sempre de contar com a orientação de um médico antes de iniciar qualquer tratamento.

Agência Estado