Ao morrer no último domingo, a escritora Lygia Fagundes Telles tinha 103 anos, e não 98, como foi anunciado publicamente. A informação partiu do genealogista Daniel Taddone.

Em sua página no Instagram, ele mostrou a foto do documento da certidão de casamento de Lygia com seu primeiro marido, Gofredo Teixeira da Silva Telles, em 17 de abril de 1947. Na certidão, consta que ela havia nascido em 19 de abril de 1918.

 

 

O pesquisador afirma também que Lygia foi registrada no cartório de registro civil de Santa Cecília, em São Paulo, em 23 de abril de 1918, com 4 dias de idade. Poucos dias depois foi batizada na paróquia da Consolação em 3 de maio de 1918.

 

 

A assessoria de imprensa da Academia Brasileira de Letras (ABL), no entanto, afirmou que, segundo os dados fornecidos pela autora, o ano de nascimento consta como 1923. A ABL disse ainda que não recebeu a certidão de óbito e que a escritora preferia manter a discrição em relação à idade.

 

Da Redação